Cigarro Artesanal: A Arte do Faça Você mesmo!

Tempo de leitura: 4 minutos

Nem sempre a praticidade vence. E este fato se confirma com a evidente expansão do cigarro artesanal, enrolado pelo próprio fumante, que aprende a fazer da prática uma arte.

Assim, o crédito à indústria tabagista é reduzido, enquanto a preferência por um produto mais sob o controle do consumidor é explorado em produtos que ajudam a potencializar a popularidade do cigarrinho artesanal, como a seda para enrolar cigarro, por exemplo.

Claro que, além daqueles que há anos fazem o cigarro com as próprias mãos — como os apaixonados pelo afamado cigarro de palha —, existem aqueles que ainda desconhecem a força dessa seleta fatia do mercado e, por isso, podem se sentir um peixe fora d’água ao utilizar o papel para enrolar fumo.

Para os amadores veteranos, selecionamos um passo a passo para enrolar seu próprio cigarro. Confira!

Vantagens do cigarro artesanal

As vantagens de contar com as próprias mãos não se restringem apenas à personalização do cigarro, que fica ao gosto do consumidor. Podemos também citar:

  • Tem mais controle sobre o sabor: seja com o papel para enrolar cigarro escolhido ou mesmo na mistura do tabaco;
  • Mais barato que os cigarros industrializados: o cigarro artesanal rende mais e é um grande amigo de quem pensa na economia no final do mês;
  • Enrolar demanda tempo, e o hábito, por vezes, se torna tão prazeroso quanto fumar o cigarro. Isso pode contribuir para a diminuição no número consumido por dia.

Mais que vantajoso, fazer o próprio cigarro é também uma habilidade deliciosa de aprimorar. Vamos descobrir como!

Como preparar o cigarro com os rolling pappers?

Embora existam diversos produtos que auxiliem na produção do cigarro artesanal, como as máquinas para enrolar cigarros, o toque pessoal ainda é o charme dessa prática artesanal. Para começar, no entanto, é preciso de dois ingredientes essenciais: a seda e o tabaco.

Medindo a quantidade de tabaco

Espalhe a quantidade de tabaco desejada em uma superfície plana e ajeite-o pensando já no comprimento e grossura do cigarro.

Manuseando a seda

Pegue uma folha do papel para enrolar cigarro, de forma que a cola fique na parte superior e voltada para você.

Segure-a com o polegar e o dedo médio, deixando o papel em formato de “U”. Com a outra mão, comece a espalhar o tabaco de maneira uniforme por toda a seda.

O uso do filtro no cigarro

Um opcional que tem conquistado mais apelo nos últimos anos, o filtro pode ser feito manualmente (ainda falaremos sobre o assunto em outro artigo) ou adquirido em pacote.

Para utilizá-lo, coloque-o em uma das pontas do cigarro. Em seguida, utilize as duas mãos para enrolar o cigarro, para que ele seja distribuído por toda a superfície do papel.

Enrolando o cigarro

Os dois dedos médios devem ficar na parte de trás, formando uma barreira vertical para apoiar o cigarro.

Com os polegares, aperte a frente do cigarro e movimente-os para cima e para baixo, indo até cada extremidade do cigarro. Isso ajuda a moldar o formato mais adequado.

A ponta da frente deve encaixar na parte de trás do fumo, que já terá adquirido um formato similar ao do produto final. Com os polegares, ainda, e o auxílio dos indicadores, enrole para cima o cigarro, até que sobre somente a fina parte de cola.

A cola e o acabamento

Sele a parte colada com um pouco de saliva e bata o cigarro algumas vezes sobre a superfície plana (com a parte do filtro, por exemplo), para que o tabaco seja acomodado uniformemente.

Repita o processo do outro lado (se não tiver usado o filtro. É possível contar com o auxílio de um palito de fósforo para deixar o cigarro ainda mais prensado. Basta apertar as pontas do tabaco com o palito.

Popular no Brasil e no mundo

A prática é a grande aliada de quem deseja fazer o seu cigarro artesanal, por isso, faça-o sem pressa e de acordo com os seus hábitos. Com o tempo, cada etapa passa a ser cumprida com mais facilidade.

Embora a expansão desse mercado seja recente, o hábito é secular, como já mencionamos. Destaque, no Brasil, para o cigarro de palha, que até hoje ainda angaria adeptos a esse tipo de fumo mais natural.

De presença mais marcante em áreas rurais do País, o processo do cigarro de palha também atingiu os grandes centros urbanos. Mais liberdade de escolha e, com certeza, muito mais personalidade no produto finalizado com as próprias mãos.

E você, tem outro método para enrolar o cigarro? Compartilhe conosco nos comentários deste post!

Facebook Comments

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.